De olho em índice olímpico, atleta da Londrina/FEL/IPEC participa de camping em Portugal

Publicado por Stevan Arruda

Melhor atleta do Brasil hoje nos 3000 metros com obstáculos, Tatiane Raquel da Silva foi selecionada para a missão Europa, do COB

Tatiane Raquel projeta melhora de treinos específicos em Portugal
Créditos: Divulgação

De olho no inédito índice olímpico, Tatiane Raquel da Silva, da equipe Londrina/FEL/IPEC, inicia hoje, em Portugal, um camping de treinamentos. Ela integra o projeto “Missão Europa”, do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), que conta com dezenas de atletas, incluindo outras modalidades, alguns já classificados e outros com potencial para ainda conseguir índice para os Jogos de Tóquio em 2021. Os treinos serão realizados em Rio Maior, cidade a 75 quilômetros da capital Lisboa.

A previsão é de que a londrinense, melhor atleta do Brasil na atualidade nos 3000 metros com obstáculos, permaneça em solo português pelos próximos 30 dias. Tatiane já havia retomado bom ritmo de trabalho antes da viagem, com o objetivo de não perder fôlego na busca pelo tão sonhado índice olímpico.

Em Portugal, não há previsão de competições. A rotina será de muitos treinos. E a londrinense quer aproveitar esse período para priorizar os trabalhos específicos. “Consegui me manter bem ativa e estou treinando me sentindo muito bem. Acho que vai ser muito importante esse camping para melhorar meus treinos específicos, nas barreiras, treinos mais rápidos e treinar na pista sintética, porque geralmente treino em pista de carvão”, ressaltou.

O foco dela está voltado para o GP Brasil e o Troféu Brasil, previstos para acontecer em dezembro, competições nas quais ela terá a chance de tentar fazer o índice olímpico nos 3000 metros com obstáculos, que é de 9m30seg. “Nosso objetivo é aproveitar a estrutura e treinar bem para tentar o índice nessas duas competições. Ainda tenho bastante competições para tentar, mas quero aproveitar cada oportunidade, e o quanto antes conseguir mais tranquila eu fico”, projetou a atleta.

Antes da pandemia, Tatiane havia disputado duas competições em 2020, a Copa Brasil de Cross Country, competição que ela venceu e obteve classificação para o Pan da modalidade, realizado no final de fevereiro, no Canadá.

“Esse camping será uma ótima oportunidade para a Tati em termos de preparação e busca pelo índice. Além da estrutura, é um período em que ela vai poder se dedicar exclusivamente aos treinos. E ela vem bem, acreditamos muito que esse índice pode vir”, falou o técnico Gilberto Miranda.

O país europeu foi o escolhido pelo COB por já ter uma situação de maior controle da pandemia. Inclusive as finais da Liga dos Campeões da Europa foram disputadas lá no último mês. Para poder viajar, os atletas tiveram que fazer o exame PCR-Covid 72 horas antes da viagem e foram testados novamente assim que pisaram em solo europeu.

O Projeto Londrina Atletismo tem patrocínio da Prefeitura de Londrina e Fundação de Esportes de Londrina (FEL), através do Fundo Especial de Incentivo a Projetos Esportivos (Feipe), Instituto Paranaense de Esporte e Cultura (IPEC) e Colégio Ética; e parceria da Universidade Estadual de Londrina (UEL), Maximus Assistencial, Ivot Ortopedia, Ômega Diagnósticos, Espaço Saúde Integral Londrina e Academia AS Fitness.

Redação Agora Londrina com Assessoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s