Construtora doa mais de uma tonelada de alimentos para pessoas em vulnerabilidade social e promove campanha do agasalho

Publicado por Stevan Arruda

Grupo A.Yoshii mobiliza colaboradores e familiares para doação de alimentos; braço social da empresa planeja outras ações

A disseminação da Covid-19 interferiu no aumento da desigualdade social e econômica no território brasileiro. A população em situação de vulnerabilidade é uma das mais afetadas pela pandemia, ficando mais exposta ao contágio e com menos alternativas para se manter financeiramente no período de crise.

Com a chegada do inverno no mês de junho, o Instituto A.Yoshii, entidade do Grupo A.Yoshii voltada à responsabilidade social, vem mobilizando colaboradores para ajudar pessoas em situação de vulnerabilidade, por meio de uma campanha interna. O objetivo é arrecadar agasalhos femininos, masculinos e cobertores que serão doados para entidades nos locais onde a construtora atua: Londrina (PR), Maringá (PR), Curitiba (PR) e Campinas (SP). A campanha acontece até dia 10 de julho e o objetivo é arrecadar mais de 600 peças.

“Nosso objetivo é ajudar a comunidade a passar por esse período difícil, principalmente as pessoas em situação de rua. Para este inverno, estamos arrecadando agasalhos para tentar amenizar o impacto do frio na população, reduzindo a exposição a outros problemas de saúde, como resfriados, gripes e pneumonia. Esperamos que a ação gere impacto inclusive na redução de pessoas que ocupam os leitos de hospitais”, explica a presidente do Instituto A.Yoshii, Simoni Bianchi.

Além da mobilização entre os colaboradores, a A.Yoshii convida a população a contribuir com a campanha. Os pontos de coleta são os showrooms nas cidades onde a construtora está instalada. Ainda, em Campinas, o Mercatto Gourmet Claudia Porteiro e o Tênis Clube de Campinas são parceiros para arrecadação. Em Curitiba, os interessados podem levar suas doações, também, nas unidades do salão de beleza Torriton Presidente Taunay, Torriton Men e Torriton Sete de Setembro.

Doação com responsabilidade

Os doadores podem fazer o repasse dos itens já higienizados. Contudo, para garantir a segurança de todos, as doações somente serão manuseadas após cinco dias do recebimento. “É necessário que os itens sejam contabilizados antes de doarmos, para controle interno da campanha e para termos um número final de peças e de arrecadações. Desta forma, evitamos qualquer possível propagação do novo coronavírus”, diz Simoni.

As entidades atendidas serão: Lar Bom Samaritano, em Londrina; Lar Preservação a Vida, em Maringá; Fundação de Ação Social (FAS), de Curitiba, e Sociedade Educativa de Trabalho e Assistência em Campinas.

Arrecadação de alimentos

Durante o mês de maio, os colaboradores da A.Yoshii Engenharia também se mobilizaram para amenizar os efeitos do novo coronavírus na população, com a doação de 1,5 tonelada de alimentos para pessoas em situação de vulnerabilidade social. A ação envolveu mais de 90 colaboradores.

Na unidade de Londrina (PR), foram arrecadados 1,1 tonelada de alimentos, destinados para a Guarda Mirim. Em Maringá (PR), os 200 quilos recolhidos foram entregues ao Instituto Isis Bruder, que realiza diversas ações sociais na cidade. O município também recebeu da A.Yoshii a doação de 10 mil máscaras, entregues ao Provopar, que serão destinadas a profissionais essenciais, como médicos e enfermeiros, além de pessoas em situação de vulnerabilidade, como catadores de lixo e pessoas em situação de rua. Já na capital paranaense, os 200 quilos arrecadados foram entregues à Fundação de Ação Social de Curitiba (FAS), destinados a 45 famílias do programa de Menor Aprendiz.

“Os colaboradores da A.Yoshii são muito engajados socialmente. Com uma causa tão nobre, que é o combate à Covid-19, os colaboradores e seus familiares estão se envolvendo de forma voluntária para ajudar entidades e reduzir o impacto na comunidade local”, explica o diretor de Recursos Humanos do Grupo A.Yoshii e vice-presidente do Instituto A.Yoshii, Aparecido Siqueira.

No estado de São Paulo, a construtora aderiu à campanha #MobilizaCampinas, que criou uma rede com mais de 60 Organizações da Sociedade Civil (OSC), visando atender mais de dez mil famílias. Cada uma delas está recebendo R$ 200 por mês, via cartão de alimentação, para a compra de alimentos e produto de higiene, durante cinco meses.

Redação Agora Londrina com Assessoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s